Se não tem no Google, existe?

O pessoal do programa Pé na Rua, da TV Cultura, levou a questão para as ruas e descobriu que muita gente anda confiando demais no acervo “infinito” que existe na internet. O programa indica o site da Biblioteca Nacional, cujo acervo é um dos mais importantes da América Latina e tem boa parte de seu contúdo digitalizado, disponível nos mecanismos de busca, como o Google.

A gente lembra que nem tudo é rastreado pelas ferramentas de busca e, o mais importante, muitas obras que nunca foram digitalizadas encontram-se em arquivos mundo afora, como os nossos, da Biblioteca Nacional do Brasil. São manuscritos milenares, gravuras, obras que contam a história do mundo, mas que ainda não chegaram aos PCs, notebooks e tablets.

A gente concorda que é uma questão de tempo para que os scanners da BN levem cada vez mais títulos para a rede, mas lembra que uma passadinha nas bibliotecas pode render muita descoberta! E tem também o conteúdo protegido por direito autoral, que não pode ser reproduzido nem nos sites de bibliotecas, nem pelo Google!

Não custa lembrar que o bom e velho livro e a boa e velha biblioteca continuam vivos. E muito!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s